A ARTE DE GUACIRA SAMPAIO ROCHA 2006

Eu, a dama dos becos,
Humor das pedras,
Bafio dos beijos desarticulados,
Quimera escura das frestas insuspeitadas,
Cruz angelical e negra de unhas, e riscos e mordaças,
Noiva sub-reptícia do desencanto...
Eu, a de braços abertos, sem nexo,
Reflexo das águas espessas,
Das línguas ardentes, dos tolos e gementes,
Das pontas e pontes e portas eternas
(escancaradas portas de meus sonhos iluminados...
meus celestiais e iluminados sonhos adolescentes);
Atriz do Tempo, sem morte, sem vida, sem data...
Noturna asa, a tremer, a incandescer, esquecida do mundo,
Em teu colo entardecente,
Deliciosamente adormeço!


Guacira Sampaio Rocha

E aqui estamos, Maeve e eu, editando e criando juntas nesta imagem (apenas nesta imagem, por enquanto, mas...). Quando Maeve apresentou, na PSP_Amigos, a imagem acima (o proprietário do original infelizmente desconhecemos), editada magistralmente por ela, não pude resistir - era apelo demais ao meu 'dark romântico' e imediatamente 'poetei' diante de tão bela e inspiradora obra. Esperamos, Maeve e eu, que ao encontrar esta peça,você tenha o mesmo prazer que tivemos em criá-la.

voltar/back seguinte/next

A ARTE DE GUACIRA SAMPAIO ROCHA 2006